Nossas últimas notícias

17

nov

Novembro azul: informação e cuidados que salvam vidas.

novembro azul

Nossa últimas notícias

Durante todo mês de novembro o Brasil estará em luta para combater o câncer de próstata. Esse é um dos o tipos de câncer que mais acomete os homens no Brasil, ficando atrás apenas do câncer de pele. De acordo com o último levantamento do Instituto Nacional do Câncer – INCA, estima-se o aparecimento mais de 61 mil novos casos da doença para o biênio de 2016/2017. Os dados também apontam, que no ano de 2013, cerca de 14 mil brasileiros morreram em decorrência deste tipo de câncer.

Embora os números preocupem e a doença assuste, algumas armas muito eficazes para a luta contra o câncer de próstata são bem simples e estão ao alcance de todos: informação, prevenção e detecção precoce. E é por isso que o Novembro Azul é uma campanha tão importante. Desde 2008 no Brasil o movimento vem alertando, conscientizando e promovendo ações em diversas áreas, com o objetivo de ajudar a população masculina a superar medos e preconceitos na hora de pensar na saúde e se cuidar.

Afinal, o que é o câncer de próstata?

A próstata é uma glândula exclusiva do sistema reprodutor masculino que fica logo abaixo da bexiga e à frente do reto. É ela a responsável pela produção de parte do sêmen, líquido que contém os espermatozoides. O câncer de próstata se caracteriza pelo surgimento de tumores nesse órgão, podendo comprometer seu funcionamento ou mesmo se espalhar para outros tecidos. É considerado um câncer da terceira idade, pois esse diagnóstico tem uma prevalência muita alta em homens com mais de 65 anos, sendo que incidência aumenta significativamente a partir dos 55 anos.

Alguns tumores na próstata crescem rapidamente, apresentando sintomas logo no início do quadro, e, se não forem tratados, podem até levar à morte do paciente. Existem casos, porém, em que o câncer de próstata tem um desenvolvimento lento e não chega a ameaçar a vida e a saúde do homem. De qualquer modo, é fundamental estar atento aos sintomas e aos fatores de risco, para poder tomar as medidas adequadas a tempo de evitar que a doença chegue a um estado grave e irreversível.

Os sintomas mais comuns do câncer de próstata são:

  • Dificuldade para urinar;
  • Demora em começar e terminar de urinar;
  • Sangue na urina;
  • Diminuição do jato de urina;
  • Necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite.
  • Vontade urgente e repentina de urinar;
  • Sensação de bexiga cheia após urinar;

Fatores de risco para o câncer de próstata são:

  • Idade: 9 em cada 10 homens com câncer de próstata, desenvolveram a doença depois dos 55 anos;
  • Casos na família: quando pai e irmãos apresentaram a doença antes dos 60 anos, as chances de ter câncer de próstata podem ser de 3 a 10 vezes maiores;
  • Sobrepeso e obesidade: altos índices de gordura corporal estão diretamente relacionados ao câncer.

Como prevenir?

  • Tenha hábitos saudáveis: boa alimentação, peso corporal adequado e atividade física frequente são essenciais;
  • Não fume e evite excesso de bebidas alcoólicas;
  • Exames de investigação: na presença de algum sintoma ou fator de risco você deve investigar:
    • - Exame de toque retal: verifica tamanho, formato e textura da próstata;
    • - PSA – Antígeno Prostático Específico: por meio de análise de amostra de sangue é possível verificar níveis de proteínas elevados, indicando câncer ou outras alterações;
  • Acompanhamento médico: algumas alterações na próstata podem não ser um câncer. O exame que comprova a ocorrência de câncer é a biópsia, considerado um procedimento invasivo, que pode resultar em inflamações. Sendo assim, o acompanhamento médico periódico, permite avaliar melhor os procedimentos mais adequados e o tratamento, quando necessário.


Fonte: Brasil, Ministério da Saúde. Instituto Nacional de Câncer. Câncer de próstata: Vamos falar sobre isso? Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/inca/Arquivos/comunicacao/cartilha_cancer_prostata_2017_final_WEB.pdf Acesso em: 16/11/2017

Compartilhe

Posts Relacionados